A era da digitalização no setor da indústria Brasileira

Novas tecnologias, estratégia de gestão e dispositivos digitais formam a quarta revolução industrial, conhecida como a Indústria 4.0. Esse conceito, que surgiu na Alemanha, provocou mudanças no setor da indústria de todo o mundo.


Em 2011, o termo Indústria 4.0 foi divulgado numa feira de Hannover na Alemanha, através de um projeto de estratégia do governo alemão focada em tecnologia para a manufatura do país. A partir daí, mudanças aconteceram no meio industrial, com a ajuda de tecnologia avançada e inovação de produtos e serviços. Em geral, este termo significa um conceito de indústria que engloba as principais inovações tecnológicas dos campos de automação, controle e tecnologia da informação, aplicadas aos processos de manufatura. 


Através dos avanços da quarta revolução, foram sendo aplicados conceitos para o desenvolvimento da nova era industrial.


Pilares da Indústria 4.0

Internet das coisas ( ioT): desenvolvida para conectar dispositivos e objetos numa rede de internet. 


Big Data: é a capacidade de coletar, processar e armazenar grandes quantidades de dados.


Inteligência artificial (IA): são tomadas de decisões feitas por máquinas, sem interferência humana.


Computação em nuvem: são servidores compartilhados que armazenam os sistemas entre si, podendo ser acessados em qualquer localidade do mundo.


No brasil, o desafio ainda é grande para o novo modelo de Indústria 4.0. O modelo da manufatura do país se encontra ainda na Indústria 3.0, que é desenvolvida para aplicação da automação através da eletrônica, robótica e programação. Porém, esse cenário está mudando gradualmente. O governo lançou uma plataforma em parceria com ABDI, Sebrae e Senai  com a intenção de implementar o modelo 4.0 na indústria brasileira para incentivar e direcionar as empresas na projeção do modelo. Segundo o ABDI, a “ meta é atender 200 mil micro, pequenos e médios empreendimentos da indústria, comércios e serviços de todo o território nacional, até 2022”.


No contexto atual, o aumento na demanda por produtos e serviços precisa ser mais acessível ao consumidor, e essa nova revolução permite atingir esse objetivo. No entanto, como toda mudança, um bom planejamento é necessário para que a empresa conheça os impactos que essa mudança irá trazer para a toda organização.